• Subcribe to Our RSS Feed

VERGONHA DE NARRAR – UM ENSAIO FOLHETIM

VERGONHA DE NARRAR – UM ENSAIO FOLHETIM

Por Guilherme Sarmiento 1 – De como a vergonha de narrar encontrou no Brasil justificativas históricas, estéticas, éticas e ideológicas; um artifício folhetinesco, ao final do ensaio, para manter a coerência estilística. Das vergonhas que acometeram um dia os 

Categoria: Dossiê Read More

VERGONHA DE NARRAR 2 – UM ENSAIO FOLHETIM

VERGONHA DE NARRAR 2 – UM ENSAIO FOLHETIM

Por Guilherme Sarmiento 2 – De como a vergonha de narrar também encontrou justificativas filosóficas; a descrição íntima e psicológica de sua ação sobre o ânimo do roteirista e, por fim, o resultado de uma consultoria de roteiro com 

Categoria: Ano IV N 7 2014, Críticas Read More

BOA SORTE

BOA SORTE

 Por Rafael Beck de Andrade Um filme sutil e sensível que apresenta uma paixão intensa e real, regada a frontal, Fanta Laranja, muito gelo e dois dedos d’água. João é um adolescente ignorado pela família e pelos colegas de 

Categoria: Críticas Read More

BOYHOOD – DA INFÂNCIA À JUVENTUDE

BOYHOOD – DA INFÂNCIA À JUVENTUDE

Por Thainá Dayube Tempo: esse se mostra ser o principal personagem do longa dirigido e roteirizado por Richard Linklater. O filme levou quase 12 anos para ser filmado, assim, acompanhamos o crescimento de Ellar Cotrane, ator principal, que dá 

Categoria: Ano IV N 7 2014, Críticas Read More
DOSSIÊ: CINEMA E POESIA
ARTIGOS
ALGUÉM VIU?
COBERTURA
CRÍTICAS
TRADUÇÃO