Bens de consumo

Os bens de consumo são aqueles produzidos pelo homem e destinado a supressão de suas necessidades. O volume de comercialização destes bens numa sociedade, refletem os seus padrões e  gostos.

Divididos em 3 categorias os bens de consumo podem ser duráveis, semi-duráveis e não duráveis. O primeiro, corresponde aos bens utilizados por diversas vezes por um longo período, como automóveis, o segundo corresponde a bens que desgastam-se facilmente e portanto possuem uma necessidade de reposição maior, como roupas e calçados, o último por sua vez  são produzidos para consumo imediato, como os alimentos.

A indústria de bens de consumo é responsável pela transformação da matéria prima em produtos a serem ofertados no mercado ao consumidor final. Para facilitar o escoamento da produção, o contato com revendedores e fornecedores, geralmente localizam-se em  centros urbanos e são grandes demandantes de inovação tecnológica.

Segundo Fernando Rebouças, a indústria deste tipo de bens, deverá sofrer diversas adaptações produtivas e tecnológicas de modo a proporcionar ao seu público  (classe emergente) produtos diferenciados e com maior respeito às questões ambientais, reproduzindo comportamentos compatíveis com a responsabilidade social. Segundo dados levantados pelo IBGE (2012) o setor de bens de consumo brasileiro, registrou a maior alta entre os quatro segmentos da indústria, chegando a registrar em julho, crescimento de 4,8%.

Fonte:

REBOUÇAS, Fernando. Indústria de bens de consumo. Disponível em: http://www.infoescola.com/economia/industria-de-bens-de-consumo/

PACIEVITCH, Thais. Bens de consumo. Disponível em: http://www.infoescola.com/economia/bens-de-consumo/