header

A mesa-redonda desta quarta-feira (30/09), segundo dia do Recom 2015: Seminário Comunicação e Processos Históricos, será sobre “Imprensa, Memória e História”. O debate começa às 9 horas no auditório do Centro de Artes, Humanidade e Letras (CAHL) na UFRB, em Cachoeira.

Os palestrantes serão Igor Sacramento (UFRJ/Fiocruz) e Leandro Almeida (UFRB). Igor Sacramento substituirá a presidente da Intercom, Marialva Barbosa (UFRJ), que está de licença médica. Ele é pós-doutor em Comunicação pela UFRJ, pesquisador do Laboratório de Pesquisa em Comunicação e Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz. Coordena, em parceria com Leticia Cantarela Matheus, o GT de Jornalismo do Encontro Nacional de História da Mídia, promovido pela Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (ALCAR).

 Já o professor da UFRB, Leandro Almeida, possui bacharelado, licenciatura, mestrado e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). É vice-coordenador do mestrado profissional em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas da UFRB.

No último dia do evento, nesta quinta (1º/10), o tema da mesa será “Comunicação e História, entrecruzamentos”, com o historiador, redator e roteirista Maurício Lissovsky, também professor e doutor em Comunicação pela UFRJ, com pós-doutorado no Birkbeck College, da Universidade de Londres; e Bruno Leal, docente da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde fez doutorado em Estudos Literários, e é pós-doutor em Ciências da Comunicação pela Unisinos

Além das mesas redondas, a tarde também reunião dos Grupos de Trabalho, com participação de pesquisadores de várias instituições. 

 

A pesquisadora Angela Pryston (UFPE) fala sobre cinema periférico (a direita) em debate mediado pela professora da UFRB Jussara Maia (a esquerda)

 

A relação entre a periferia e o centro foi abordada pela pesquisadora e professora de história do cinema, Angela Prysthon, na manhã desta terça-feira (29/09), no primeiro dia do Recom 2015: Seminário Comunicação e Processos Históricos, no Centro de Artes, Humanidade e Letras (CAHL), na UFRB, em Cachoeira.

“Ser periférico é você reconhecer o centro e esse deslocamento te dá uma posição privilegiada como consciência, é uma capacidade a mais”, comentou a jornalista e professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), ao ser questionada sobre a relação da periferia com o centro no que diz respeito ao cinema e à própria UFRB enquanto universidade do interior.

Ângela Prysthon é mestre em Letras pela mesma instituição e doutora em Critical Theory And Hispanic Studies pela Universidade de Nottingham e desenvolve pesquisa sobre paisagens do cinema. Durante a palestra, ela traçou um panorama sobre o chamado “Terceiro cinema”, tendo como pano de fundo imagens de filmes desde os anos 1950.

Imprensa, memória e história

A abertura do evento, às 9h30, contou com a presença do diretor do CAHL, Wilson Penteado, da vice-reitora, Georgina Gonçalves, do coordenador do curso de Jornalismo da UFRB, Jorge Cardoso Filho, e do representante do Centro Acadêmico do curso (CAJ), Udinaldo Júnior.

A abertura do evento contou com a presença do coordenador do curso de Jornalismo da UFRB, Jorge Cardoso Filho, do representante do Centro Acadêmico do curso (CAD), Udinaldo Júnior, do diretor do CAHL, Wilson Penteado, e da vice-reitora da UFRB, Georgina Gonçalves (da esquerda pra direita)

 A abertura do evento destacou a importância da discussão de temas do campo da comunicação na UFRB

 

Palestrantes nacionais de renome vão debater temas como comunicação até quinta-feira (1º/10). Nesta quarta-feira (30/09), a mesa será sobre “Imprensa, Memória e História”, com Igor Sacramento (UFRJ/Fiocruz) e Leandro Almeida (UFRB). Igor Sacramento substituirá a presidente da Intercom, Marialva Barbosa (UFRJ), que está de licença médica.

Ele é pós-doutor em Comunicação pela UFRJ, pesquisador do Laboratório de Pesquisa em Comunicação e Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz. Coordena, em parceria com Leticia Cantarela Matheus, o GT de Jornalismo do Encontro Nacional de História da Mídia, promovido pela Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (ALCAR). Já o professor da UFRB, Leandro Almeida, possui bacharelado, licenciatura, mestrado e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (USP).

No último dia do evento (1º/10), se reúnem para debater “Comunicação e História, entrecruzamentos” o historiador, redator e roteirista Maurício Lissovsky, também professor e doutor em Comunicação pela UFRJ, com pós-doutorado no Birkbeck College, da Universidade de Londres; e Bruno Leal, docente da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde fez doutorado em Estudos Literários, e é pós-doutor em Ciências da Comunicação pela Unisinos

Além das mesas redondas, a tarde também reunião dos Grupos de Trabalho (foram inscritos 33 trabalhos científicos), com participação de pesquisadores da UFRB, UFBA, UFPE, UFMG, UFRJ, UESB, UNEB entre outras instituições.

O evento uma realização do curso de Jornalismo da UFRB e conta com o apoio da Fapesb e é uma realização do curso de Jornalismo da UFRB. Os inscritos que tiverem uma participação de 75% no total da programação receberão certificados.

                                                                                      

Recom 2015: Seminário Comunicação e Processos Históricos começa na próxima terça-feira (29) no Centro de Artes, Humanidade e Letras (CAHL), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), no campus de Cachoeira. Palestrantes nacionais de renome vão debater temas como comunicação, cultura e periferia, memória e história até o dia 1º de outubro.

As mesas-redondas serão realizadas pela manhã nos três dias, no auditório do Pavilhão Leite Alves, a partir das 9 horas. A primeira será na terça-feira (29/09) e terá como tema “Comunicação, cultura e periferia” com Angela Prysthon, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e doutora pela Universidade de Nottingham; e com Itania Gomes, doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela UFBA - onde é docente - e pós-doutora pela Université Sorbonne-Nouvelle (Paris III).

Na quarta-feira (30/09), a mesa será sobre “Imprensa, Memória e História”, com Igor Sacramento (UFRJ/Fiocruz) e Leandro Almeida (UFRB). Igor Sacramento substituirá a presidente da Intercom, Marialva Barbosa (UFRJ), que está de licença médica. Ele é pós-doutor em Comunicação pela UFRJ, pesquisador do Laboratório de Pesquisa em Comunicação e Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz. Coordena, em parceria com Leticia Cantarela Matheus, o GT de Jornalismo do Encontro Nacional de História da Mídia, promovido pela Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (ALCAR). Já o professor da UFRB, Leandro Almeida, possui bacharelado, licenciatura, mestrado e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (USP).

No último dia do evento (1º/10), se reúnem para debater “Comunicação e História, entrecruzamentos” o historiador, redator e roteirista Maurício Lissovsky, também professor e doutor em Comunicação pela UFRJ, com pós-doutorado no Birkbeck College, da Universidade de Londres; e Bruno Leal, docente da Universidade Federal de  Minas Gerais (UFMG), onde fez doutorado em Estudos Literários, e é pós-doutor em Ciências da Comunicação pela Unisinos.

Além das mesas redondas, haverá a tarde também reunião dos Grupos de Trabalho (foram inscritos 33 trabalhos científicos), com participação de pesquisadores da UFRB, UFBA, UFPE, UFMG, UFRJ, UESB, UNEB entre outras instituições. Não haverá mais premiação de trabalhos de estudantes de comunicação, como estava inicialmente previsto na programação, em função do baixo número de trabalhos inscritos.

As inscrições são gratuitas e também poderão ser feitas presencialmente no primeiro dia do evento, que conta com o apoio da Fapesb e é uma realização do curso de Jornalismo da UFRB. Os inscritos que tiverem uma participação de 75% no total da programação receberão certificados.

 

Saiba mais sobre os palestrantes (ordem alfabética)

 

Angela Prysthon (UFPE)

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco (1989), mestrado em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (1993) e doutorado em Critical Theory And Hispanic Studies pela Universidade de Nottingham (1999). Realizou estágio sênior como pesquisadora visitante da Universidade de Southampton, Reino Unido (2012-2013). É professora associada da Universidade Federal de Pernambuco. Foi vice-presidente da Compós - Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Comunicação no biênio 2005-2007. Tem experiência na área de Comunicação e Artes, com ênfase em Cinema e Estudos Culturais, atuando principalmente nos seguintes temas: estética e cultura midiática, cidades, cinema mundial, cultura cosmopolita, cinema periférico, pós-modernidade, cultura urbana, cultura latino-americana, teoria crítica e multiculturalismo.

Bruno Leal (UFMG)

É pesquisador permanente do PPGCOM/UFMG, na linha de pesquisa "Textualidades midiáticas". Coordena o Núcleo de Estudos Tramas Comunicacionais: Narrativa e Experiência, tendo integrado o NUH - Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT da UFMG e os grupos de pesquisa Poéticas da Experiência e Gris/UFMG. Seus trabalhos compreendem pesquisas sobre o jornalismo, a narrativa, a homocultura, a experiência estética e a televisão. Possui graduação em Comunicação Social, mestrado e doutorado em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutorado em Ciências da Comunicação pela Unisinos. Foi presidente da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura - Abeh (2004/2006), coordenador do curso de graduação e da Especialização em Comunicação/UFMG e coordenador do PPGCOM/UFMG (biênio 2008-2010).

Igor Sacramento

Doutor (2012) e mestre (2008) em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da UFRJ (ECO/UFRJ), tendo realizado estágio pós-doutoral na mesma instituição. É pesquisador do Laboratório de Pesquisa em Comunicação e Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Laces/Icict/Fiocruz). Atua, também, na mesma instituição, como editor associado da Revista Eletrônica de Comunicação, Informação & Inovação em Saúde (RECIIS). Coordena, em parceria com Leticia Cantarela Matheus, o GT de Jornalismo do Encontro Nacional de História da Mídia, promovido pela Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (ALCAR). Autor do livro Depois da revolução, a televisão: cineastas de esquerda no jornalismo televisivo dos anos 1970 (Pedro & João Editores, 2011), organizou, entre outras, as seguintes coletâneas: Saúde e jornalismo: interfaces contemporâneas (com Kátia Lerner); Mikhail Bakhtin: linguagem, cultura e mídia (com Ana Paula Goulart Ribeiro); História da comunicação: experiências e perspectivas (com Leticia Cantarela Matheus); e História da Televisão no Brasil (com Ana Paula Goulart Ribeiro e Marco Roxo).

 

Itania Gomes (UFBA)

Doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (2000) e bolsista produtividade em Pesquisa do CNPq desde março 2005. Realizou Estágio Sênior na Columbia University/USA, 2013/2014 e pós-doutorado em 2006/2007 na Université Sorbonne-Nouvelle (Paris III), ambos com bolsa CAPES. Foi presidente da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação/COMPÓS no biênio 2009/2011 e vice-presidente no biênio 2011/2013. É Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (1995), Jornalista, com graduação em Comunicação/habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (1990), e Assistente Social, com graduação em Serviço Social pela Universidade Católica do Salvador (1987). Professora Associada IV da Universidade Federal da Bahia, lotada no Departamento de Comunicação. É pesquisadora na área de Comunicação, com ênfase em Cultural Studies, Comunicação Audiovisual, Televisão, Telejornalismo, Estudos de Recepção, Teorias da Comunicação e Teorias do Jornalismo. Coordena o Grupo de Pesquisa em Análise de Telejornalismo (www.telejornalismo.facom.ufba.br).

 

Leandro Almeida (UFRB)

Possui bacharelado, licenciatura, mestrado e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (USP), com pesquisa sobre a história cultural brasileira no período republicano, através da obra do escritor João de Minas. É professor do curso de Licenciatura em História da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), lecionando nas disciplinas de Ensino de História e Estágio Supervisionado (Regência). É vice-coordenador do Mestrado Profissional em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas. Como projeto de extensão, coordena o Laboratório de Ensino de História do Recôncavo da Bahia (LEHRB).

 

Maurício Lissovsky (UFRJ)

Historiador, redator e roteirista. Possui graduação em História pela Universidade Federal Fluminense (1981), mestrado em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995), doutorado em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e estágio de pós-doutorado no Birkbeck College, da Universidade de Londres (2007). Desenvolve pesquisas no campo dos estudos visuais, com ênfase em fotografia, cinema, memória e política. Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro, pesquisador do CNPq (nível 2) e coordenador da área de Ciências Sociais Aplicadas I junto à CAPES. Membro do conselho consultivo do Centre for Iberian and Latin American Visual Studies, da Universidade de Londres, e do comitê coordenador do projeto cooperativo internacional Modernity and the Landscape in Latin America, da Universidade de Zurich.

Mais informações:

http://www3.ufrb.edu.br/comunicacaoeprocessoshistoricos/