10 Sugestões para aprender/discutir sobre diversidade na web

Confira uma seleção de 10 páginas, canais e sites da web que se propõem a discutir e promover conscientização sobre as questões que dizem respeito às mulheres, aos negros(as) e à comunidade LGBTI+.

As discussões em torno de temas que abrangem a diversidade humana ganharam força especial nos últimos anos com a popularização do uso da internet. É inegável que essa ferramenta de comunicação global tornou possível a criação de novos espaços de discussão de questões fundamentais para a transformação da sociedade que, lamentavelmente, segue perpetuando opressões estruturais que precisam ser vigorosamente combatidas.

O fim das barreiras de distância e dos limites espaciais possibilitaram a ampliação da discussão em torno destes problemas, contribuindo para o fortalecimento das lutas, sobre as quais muitas pessoas passaram a ter conhecimento apenas depois que o debate foi trazido para as redes. Plataformas, dentre as quais destacam-se Facebook, Youtube e Blogs, tornaram-se canais de comunicação para coletivos, movimentos, institutos, entidades e indivíduos que disseminam informações e fomentam discussões antes limitadas aos espaços acadêmicos e ao âmbito dos movimentos sociais.

As opressões de gênero, raça e orientação sexual estão no centro das discussões políticas sobre diversidade que motivam a existência de uma grande variedade de páginas, portais, blogs e canais na internet; muitos deles com pautas que abrangem várias das diferentes “minorias sociais”.

Felizmente, não faltam mais fontes de informação alternativas, combativas aos discursos hegemônicos que prevalecem nas relações cotidianas. Discursos esses que contribuem para a manutenção de um sistema que marginaliza, discrimina e violenta pessoas através de conjuntos de crenças e relações de poder como o racismo, o machismo e a homolesbobitransfobia. Embora positiva e importante, essa infinidade de conteúdos disponíveis pode dificultar o direcionamento para quem não está familiarizado com o debate e está buscando se informar, desconstruir e contribuir para o fortalecimento da luta pela diversidade, já que a reprodução de discursos opressores e invisibilizadores também está presente em alguns desses espaços de discussão.

Pensando nisso, elaboramos esta lista com 10 sugestões de algumas páginas, canais e portais da web que se propõem a discutir e promover conscientização, de forma inclusiva, sobre as questões que dizem respeito às mulheres, aos negros(as) e à comunidade LGBTI.

  1. GELEDÉS Instituto da Mulher Negra

O Portal Geledés é o espaço de expressão pública das ações realizadas pela organização, que promove desde 1988 ações em defesa de mulheres e negros. O instituto também se posiciona “contra todas as demais formas de discriminação que limitam a realização da plena cidadania, tais como: a lesbofobia, a homofobia, os preconceitos regionais, de credo, opinião e de classe social”.

http://www.geledes.org.br/
Foto: Reprodução site www.geledes.org.br

  2.  Não Aguento Quando

O site Não Aguento Quando é um espaço colaborativo de discussão que nasceu de uma página no Facebook de mesmo nome que dava voz a estereótipos e situações que as mulheres ouviam.

“Queríamos que nossa mensagem fosse um manifesto coletivo de mulheres sobre mulheres. O que nos atingia? O que nos afligia? Queríamos um lugar para compartilharmos as pequenas (o)pressões que sofremos desde nossa infância”.

 

http://naoaguentoquando.com.br/
Foto: Reprodução site www.naoaguentoquando.com.br

3. Para Tudo

O canal feito por Lorelay Fox, Drag Queen há mais de 10 anos, traz “reflexões sobre preconceito, amor, comportamento, medos e aceitação, além de dicas e tutoriais de maquiagem”.

4. Afros e Afins

No Afros e Afins Nátaly Neri discute sobre moda consciente, empoderamento e estética negra.

5. Canal das Bee

O Canal das Bee discute sobre o universo LGBTI em geral, especialmente sobre as vivências de mulheres lésbicas, sempre trazendo convidados para enriquecer os debates contra a homolesbobitransfobia e o machismo.

6. DePretas por Gabi Oliveira

Reflexões didaticamente esclarecedores sobre questões raciais fazem parte do DePretas, feito por Gabi Oliveira.

7. Travesti Reflexiva

A página criada por Sofia Favero tem foco em dar visibilidade as questões relacionadas as pessoas trans, através de reflexões que tem conscientizado muitas pessoas sobre a luta contra a transfobia e o machismo.

Foto: Reprodução página Facebook Travesti Reflexiva

8Empodere Duas Mulheres

O projeto idealizado por Maynara Fanucci aposta no empoderamento feminino como ferramenta principal de combate ao machismo. O espaço de discussão e de troca de experiências e vivências é um incentivo a união das mulheres para empoderar aquelas que ainda não conhecem o feminismo.

Foto: Reprodução página Facebook Empodere Duas Mulheres

9. A Mulher negra e o Feminismo

O objetivo da página é “explicitar e discutir qual o papel das mulheres negras dentro do feminismo”, diante da necessidade de afirmação do movimento de mulheres negras para lutar contra a dupla opressão (gênero e raça) sofrida por estas.

Foto: Reprodução página Facebook

10. Cartazes & Tirinhas LGBT

A página Cartazes & Tirinhas LGBT também promove a disseminação de informações de combate ao preconceito, buscando fortalecer a luta pela diversidade e pela justiça social.

Foto: Reprodução página Facebook

 

Foto de capa: Thiago Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *