A vida nova pode valer a pena

Priscila Martins

Cachoeira /São Félix – O conforto da casa dos pais, da mesa posta, cama arrumada e tudo sempre limpo são alguns benefícios que jovens abandonam ao decidir frequentar uma faculdade em outra cidade ou até em outro estado. Mas o amadurecimento e a responsabilidade são alguns exemplos das mudanças que ocorrem na vida desses estudantes ‘aventureiros’.

Para Natália Dourado, que está há 10 meses em São Félix para estudar Jornalismo na UFRB, a maior dificuldade é a saudade, já que a sua cidade natal fica a 450 quilômetros de distância e as idas até lá são esporádicas.

Já para Laerte Santana, também aluno de Jornalismo da UFRB, o maior bloqueio encontrado são as “provas” que a vida faz você passar. “A primeira delas é adaptação no novo local, depois as questões de sobrevivência, como alimentação, que para mim foi uma das mais difíceis no início, você mesmo ter que preparar, fazer o seu almoço”, diz o estudante.

Uma das etapas do processo de mudança, é onde ficar na nova cidade. Há quem procure morar sozinho, mas os casos mais comuns são de estudantes que precisam dividir o aluguel ou morar em uma república para diminuir os gastos; já que estes são inúmeros. Dividir a casa e as tarefas com quem nunca tinha visto na vida é o caso de Natália, mas, para ela, as divergências podem ser facilmente resolvidas: “Com as meninas a gente tenta manter a paz, quando esta está difícil, a indiferença resolve”.

Todas essas dificuldades podem valer a pena, segundo a aluna Tarcila Santana que saiu de Salvador para estudar Jornalismo em Cachoeira há 10 meses, “Todo esforço é válido pra estudar numa federal. E morando fora de casa o aprendizado é bem maior do que morando com os pais, em relação a como a vida funciona”.

O engenheiro mecânico, Hugo Vasconcelos, formado há três anos pela Universidade Federal do Vale do São Francisco em Juazeiro, diz que “A responsabilidade que você adquire ao resolver os problemas diários, antes resolvidos pelos pais, o planejamento das finanças que o estudante tem que fazer, são alguns dos pontos positivos de morar fora de casa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *