Alergias aumentam nos meses mais quentes

Hospital Municipal Nossa Senhora Aparecida em Governador Mangabeira, atende vários casos de alergias todos os dias. |Foto: Karla Santana.
Hospital Municipal Nossa Senhora Aparecida em Governador Mangabeira, atende vários casos de alergias todos os dias. |Foto: Karla Santana.

 

Karla Santana

Governador Mangabeira – As reações alérgicas são comumente relacionadas ao tempo frio e ao inverno, mas é no verão, a época mais quente do ano, que as mais diferentes reações alérgicas costumam se manifestar.
O calor, a poeira, as constantes mudanças climáticas, são alguns dos principais fatores que agravam as reações alérgicas, pois acabam por criar um ambiente propicio para que isso se agrave.
A alergia é uma resposta exagerada do sistema imunológico a uma substância estranha no organismo e mesmo aqueles que nunca apresentaram, podem desenvolver repentinamente devido à inúmeros fatores. Entretanto, durante os meses mais quentes do ano as pessoas estão mais expostas ao que provocar alergia: como o uso exagerado de cosméticos, além da maior exposição solar e o aumento da transpiração.

Tipos mais comuns de alergia

As reações alérgicas mais frequentes são a respiratória, a alimentar e a cutânea. As alergias respiratórias, rinite, asma, são geralmente causadas pela poeira, inflamam as vias aéreas superiores, provocando espirros, coceira no nariz e na garganta, coriza e obstrução nasal. Já a asma é uma inflamação crônica dos brônquios, que estreita a passagem de ar e dificulta a respiração. Os sintomas são tosse seca, chiado no peito, sufocamento e falta de ar. A alergia alimentar é diferente de intolerância alimentar. A primeira está diretamente relacionada ao sistema imunológico, enquanto a segunda é causada por uma deficiência em processar as enzimas dos alimentos e causa a intolerância. As alergias cutâneas estão relacionadas a umidade, suor, praia e piscina. É preciso tomar cuidado e manter a pele o mais seca e limpa o possível.

Segundo Célia Santos, Técnica em Enfermagem do Hospital Municipal de Governador Mangabeira, o número de entradas na emergência por causa de alergias respiratórias é crescente, principalmente entre crianças e idosos. As alergias mais comuns entre jovens e adultos são as cutâneas, causadas por produtos de limpeza, higiene pessoal ou tecidos sintéticos. As alergias alimentares, causadas principalmente por ovos, camarão, mariscos e até mesmo laranja. Qualquer reação alérgica, a pessoa  deve procurar imediatamente a emergência médica. Normalmente a medicação para tratamento envolve corticoides, antialérgicos,  anti-histamínico.

Se a alergia for constante, pode ser um caso crônico e um alergista ou pneumologista deve ser consultado para que sejam feitos  os testes alérgicos, que indicarão os tipos de alergias e a medicação adequada. Alguns tipos de alergias já podem ser tratadas com vacinas.
Para cada tipo de alergia é preciso um cuidado e medicamento especifico. Muitos antialérgicos são livremente comprados sem prescrição medica, porém algumas pessoas são mais sensíveis que outras e pode haver uma reação inesperada do organismo, provocando ainda mais complicações. Um médico precisa ser consultado assim que surgirem os primeiros sintomas.

 

Foto: Google Imagens- Hypescience
Foto: Google Imagens- Hypescience

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *