Eleições 2018: o que pensa o eleitorado cachoeirano

Por  Jaqueline Ferreira e Rachel Mercês

Faltam apenas dois meses para o inicio das eleições 2018. E na última semana do mês de julho, as pré-candidaturas presidenciais já comecaram a ser assinadas pelos candidatos e seus respectivos partidos. Foram apresentadas 13 candidaturas presidenciais e seus vices. Alguns nomes já foram confirmados como Guilherme Boullos, filiado pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Jair Bolsonaro pelo Partido Socialista Liberal (PSL) e Marina Silva, filiada ao Rede Sustentabilidade (Rede). Os demais têm até o dia 15 de agosto para efetuar a candidatura.

Neste ano, as regras funcionam de forma diferente no que se refere a campanha eleitoral. São 45 dias de propaganda política e não mais 90, como acontecia nas eleições anteriores. Em contrapartida, os candidatos agora podem se promover pela internet, através do impulsionamento de publicações em algumas plataformas como Facebook e Instagram. Entenda aqui quais são as regras para o uso de propaganda política na internet.

O aumento ao acesso e interação que a internet e as novas plataformas de mídia e comunicação possibilitam, promove maior alcance de diferentes grupos sociais sobre a captura de informações. Isso está aproximando seus eleitores, inclusive dividindo-os, consequência de um país polarizado atualmente. A busca pela objetividade para se fazer da cobertura midiática mais respeitosa, inclusiva e verdadeira, principalmente em plataformas mais amplas como o Twitter e o Facebook, que atingem um vasto público intercontinental, buscam transformação no período eleitoral que se aproxima. Para isso, é necessário estar mais atento às famosas fake news que deixam ainda mais confusa a consciência do eleitor. Se ainda não conferiu, veja nossa reportagem sobre como as notícias falsas podem influenciar a corrida eleitoral

Por isso, fomos às ruas da cidade de Cachoeira-BA, descobrir por onde as pessoas estão se informando a respeito da conjuntura política que cerceia as eleições 2018, visto que o país passa por uma série de retrocessos substanciais, cortes e gastos públicos exorbitantes, além de diversas denúncias por corrupção, envolvendo inclusive o atual presidente Michel Temer (PMDB) e o ex-presidente Lula (PT).

 

As opiniões em relação aos candidatos divergem bastante, mas uma coisa é comum: as pessoas consomem, em maior número, informações veiculadas pela internet; principalmente por se tratar de um meio rápido e de fácil acesso. Apesar dessa vantagem proporcionada, é preciso se atentar para a veracidade das notícias. Criamos um infográfico básico que pode te auxiliar nessa empreitada:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *