GAMGE realiza trabalho social em Cachoeira

download

Natália Dourado Lopes

Cachoeira – O Grupo de Apoio ao Menor Gotas de Esperança (GAMGE), localizado em Cachoeira-BA, é uma organização social que tem como missão contribuir para a formação de indivíduos críticos e conscientes do seu papel na sociedade, utilizando a arte e a educação como mecanismos de transformação social. Como princípios da organização, destacam-se o respeito e valorização das diferenças.

A entidade oferece atividades recreativas para crianças e adolescentes, na faixa etária entre 7 e 21 anos, independente de renda familiar, mas sendo a maioria deles provenientes de classe baixa. Das atividades oferecidas estão: aulas de hip-hop, karatê, violão e dança, além do reforço escolar – e ensinamentos para o grupo sobre os direitos e deveres como cidadãos, que são as aulas de crescimento pessoal.

Fundado em 12 de maio de 1997 pela médica Rita de Cássia Abreu Maluf (hoje membro do conselho diretor) e sua amiga Gesilda Sacramento de Jesus (auxiliar administrativa), atualmente, o GAMGE tem como diretor Felipe Maluf, e apóia cerca de 100 indivíduos.

A manutenção do GAMGE é feita através de parcerias com o governo, convênios, empresas privadas (supermercados, padaria e farmácia) e, principalmente, associados. Apesar dos benefícios que a organização recebe, ela ainda enfrenta dificuldades financeiras. Há falta de espaço para comportar as atividades e a quantidade de crianças que frequentam a organização, a sede é emprestada e existe falta de trabalhadores voluntários.

Quanto ao impacto da economia na Organização, a fundadora do GAMGE indicou que os movimentos da economia mundial, ou brasileira, não são sentidos quanto à manutenção financeira da instituição, pois quem contribui – principalmente os associados -, tem compromisso e acreditam no trabalho realizado pela instituição, mas o impacto da economia é sentido “quando chega até a ONG crianças com fome, sem calçado…” lamentou Rita Maluf.

O GAMGE possui um trabalho integrado com as escolas e com as famílias dos jovens que frequentam o local. São marcadas reuniões a cada dois meses com os pais dos beneficiários para discutir sobre o desenvolvimento destes. Existe também parceria com o Conselho Tutelar da cidade que muitas vezes encaminha jovens para desenvolver atividades no GAMGE.

Dra Rita sinalizou que seria de suma importância um apoio maior por parte da UFRB, que além de divulgar e fornecer o auditório para a ONG, que esta também colaborasse com o auxílio de assistentes sociais e voluntários.

Foi consenso entre os beneficiários entrevistados a importância da organização em suas respectivas  vidas, especialmente no que se refere ao crescimento pessoal. “Muitas crianças chegaram aqui com problemas emocionais e de aprendizado, e os trabalhadores da instituição com afetividade tem auxiliado essas crianças. É uma satisfação em ver pelo menos um sair da marginalidade e esse número pode multiplicar”, disse  Gesilda Sacramento.

Um comentário sobre “GAMGE realiza trabalho social em Cachoeira

  1. Com a diversidade de atividades oferecidas é possível valorizar as diferenças, todos devem conhecer e estar conscientes que tem seus direitos e deveres igual a todo mundo.
    Essas parcerias estão de parabéns por criarem projetos como esse!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *