Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá) distribui mudas em Dom Macedo Costa

Uilson Campos

Mudas foram distribuídas gratuitamente durante evento. Foto: Divulgação PMDMC
Mudas foram distribuídas gratuitamente durante evento. Foto: Divulgação PMDMC

Dom Macedo Costa – Representantes do Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá) participaram, nos dias 03, 04 e 05 de abril, da  ExpoCultura, com um stand montado na praça principal de Dom Macedo Costa, no Recôncavo baiano.

Criado em 1982, o Gambá, organização não-governamental sem fins lucrativos, tem o objetivo de promover a preservação ambiental, o desenvolvimento sustentável e a educação em cidadania.

Com o Projeto “Ações Ambientais Sustentáveis”, o Gambá atua, desde 2010, na recuperação florestal da Mata Atlântica do Recôncavo Sul, contribuindo de forma ecologicamente sustentável com a produção agrícola e na melhoria da qualidade de vida das comunidades de Elísio Medrado, Santa Terezinha, Castro Alves, São Miguel das Matas, Varzedo, Dom Macedo Costa, Cruz das Almas e Amargosa.

No stand montado pelo Gambá durante a ExpoCultura, mudas de diversas árvores foram gratuitamente distribuídas para a população. O morador de Dom Macedo Costa, Antônio Hélio Santos, levou para casa espécies de ipê, açaí e goiabeira. “Iniciativas como estas são muito boas, pois além de propiciar o reflorestamento, estimulam a consciência das pessoas para que sempre cuidem com carinho do nosso meio ambiente, que necessita ser revitalizado. Além disso, permitem que deixemos uma boa herança para as gerações futuras”, disse.

Antônio Hélio, que é morador da zona rural de Dom Macedo Costa e conhece bem o município por conta de seu trabalho como agente de endemias, diz que as consequencias da degradação ambiental há muito tempo já afetam as cidades do interior. “Posso dizer que em todos os lugares, aqui e em municípios circunvizinhos, podemos observar os efeitos da degradação. E principalmente agora, com fontes e nascentes secando, rios que sofrem com as secas e desmatamento em suas margens, o que tem gerado a escassez de algumas espécies de peixes”, comentou.

Para mais informações sobre o Gambá, acesse: http://www.gamba.org.br/. O Grupo organiza distribuições de mudas, disponibiliza publicações e agenda palestras e participações em eventos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *