Importância do estágio para o estudante de Jornalismo

WP_20140402_046

Lídia Filha

O estágio supervisionado passou ser obrigatório desde o ano 2013 para os estudantes dos cursos de  Jornalismo, porém, não é fácil conseguir lugar para estagiar. No entanto, os alunos da  Universidade Federal do Recôncavo, encaminhados pelo professor Robério Marcelo Ribeiro (no centro da foto acima ao lado do secretário de comunicação do governo), passaram pela experiência do estágio em um órgão publico. Eles ficaram um período de uma semana na Secretaria de Comunicação do Governo do Estado – Secom,  e garantem que a oportunidade foi bem aproveitada.  A  aluna Rosania Laranjeira, do 6º semestre do Curso de Jornalismo, por exemplo,  destacou que com esse estágio   “podemos saber exatamente como funciona o exercício da profissão numa assessoria de imprensa. Fiquei fascinada com as atividades que tive o privilégio de participar. Estava no estágio como aprendiz, porém, me senti como uma profissional. Tive a oportunidade de saber que no fazer jornalístico sempre existem desencontros, choques de informação e o descaso da fonte com o jornalista. Algo que pensava acontecer só com os estudantes de jornalismo” , disse acrescentando ainda que  “fomos muito bem recebidos aqui na Secom, todos foram bastante solícitos e se preocuparam em passar todas as informações necessárias para o nosso aprendizado”.

Regina Ferreira, coordenadora de produção da Secretaria, falou sobre a necessidade dos estudantes dos Cursos de Comunicação Social participarem de  estágios supervisionados, que  ajudam  os estudantes a se identificarem com uma área específica dentro do universo Jornalístico:  “o estágio é um momento de descoberta, é o momento dos estudantes verem como funciona o fazer jornalístico, ajudando eles a descobrir sua área de atuação, se produção, fotografia, rádio ou redação. E para nós é um prazer passar esses conhecimentos, pois o conhecimento tem ser disseminado, não pode ser guardado” concluiu.

Segundo Michele Matos, da Secretaria de Comunicação do Governo Jaques Wagner,  falou sobre os problemas que um jornalista encontra costumeiramente na profissão, destacando os desencontros e as dificuldades de lidar  com algumas fontes.  “Um problema que todo jornalista encontra é com as fontes. Os desencontros entre as partes (jornalistas e a fonte) existem e a possibilidade de encontrar uma fonte, pautada, que não possui informações suficientes para o produção do material também é possível de acontecer. Neste caso,  será necessário que o jornalista procure outra fonte mais indicada para discorrer sobre o assunto”.

WP_20140402_023O Secretário de Comunicação do Estado da Bahia, Robinson Almeida (foto),  falou sobre a importância do estágio e os diferentes tipos de absorção do conhecimento: “O estágio é decisivo para um estudante de comunicação, pois o conhecimento que o estudante de jornalismo tem nos bancos da universidade é confrontado com a vida real, com o fazer Jornalístico. Então é necessário essa transição entre o estudante que tem um acúmulo teórico de informações com a atividade profissional  e o estágio cumpre essa função de preparar o futuro profissional nesta parte final da conclusão do seu curso”. Concluindo, falou  sobre a obrigatoriedade do estágio supervisionado e o apoio dos sindicatos da classe para atender essa demanda:  “Nada cai do céu, tudo é uma conquista, logo, a sensibilização dos órgãos da imprensa, os grandes veículos, governos, prefeituras devem abrir suas portas , pois isso  é fundamental para o sucesso da atividade de estágio na fase final do curso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *