Moradores de Capoeiruçu cobram posto de saúde

 

 

11198757_991810864171737_1218982188_n
Posto de saúde de Capoeiruçu

 

Natalia Lima

 

Capoeiruçu, que é um dos maiores distritos de Cachoeira, hoje se encontra sem uma sede fixa para o funcionamento do posto de saúde. Com quase cinco meses em que o imóvel entrou em reforma, os moradores passaram a ser atendidos em duas unidades de saúde diferentes. Uma parte da comunidade esta sendo atendida na Faculdade Adventista da Bahia (FADBA) e a outra em uma residência alugada pela Prefeitura de Cachoeira.

O dono da construtora responsável pela reforma, Eliton Leal, 48 anos, esclareceu que “o motivo para a unidade ainda não ter sido entregue, foram os problemas encontrados nas instalações elétricas, telhado, instalações hidráulicas, pisos, pinturas, entre outras coisas”. Mas afirmou que o posto será inaugurado em no máximo quinze dias.

Não só os moradores se sentiram prejudicados, mas também os funcionários reclamaram por não terem uma boa estrutura para atender os pacientes. Como Valdizia Gualberto, 51 anos, assistente de dentista há mais de 24 anos no posto de saúde Capoeiruçu. Ela disse que “não temos estruturas para fazer tratamentos mais delicados, como pequenas cirurgias e obturações. Só conseguimos fazer o tratamento básico nos pacientes”.

Para a moradora Elielma Lobo, 26 anos, a reforma foi uma ótima iniciativa e explicou: “Com a chegada da Faculdade adventista em Capoeiruçu, a população teve uma aumento considerável, e em consequência disso o número de pacientes na unidade também, fazendo com que a equipe que trabalha na unidade não tivesse condições de dar um atendimento de qualidade a tanta gente. E com a divisão, os profissionais não terão a mesma demanda de pacientes, e conseqüentemente não estarão tão desgastados como antes e acabam fazendo um atendimento bem melhor”.

Links: http://www.cachoeira.ba.gov.br/

https://www.facebook.com/pages/Secretaria-de-Sa%C3%BAde-Cachoeira-Bahia/251841531618993

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *