Projeto Câmara Mirim possibilita atuação cidadã a alunos da 4ª e 8ª séries

Integração de escola com Poder Legislativo vêm dando frutos na cidade de Cachoeira.

Tamires de Jesus

 

O projeto Câmara Mirim está mudando a realidade de muitas crianças em Cachoeira. Originário de Salvador, ele foi desenvolvido com o objetivo geral de promover a integração entre a Câmara Municipal, a sociedade e a escola, permitindo ao estudante compreender o papel desempenhado pelo Poder Legislativo. Foi implantado em Cachoeira em 2008 pelo vereador Júlio César Costa Sampaio e a partir de então as crianças que participam vêm desenvolvendo projetos de melhorias na cidade.

Desde a sua inauguração, o projeto é coordenado pelo professor aposentado da rede pública de ensino, Edvaldo Carneiro do Rosário, conhecido como professor Carneirinho.

Ele explica que o programa acontece em dois momentos. Primeiro, são desenvolvidas discussões e reflexões sobre o Poder Legislativo nas escolas públicas e particulares, através de palestras e debates. Além disso, os alunos têm a oportunidade de visitar o Paço Municipal e também elaborar questões e opinar sobre os projetos que estão em tramitação na Câmara sugerindo melhorias.

O segundo momento do programa se direciona para a eleição dos vereadores mirins, e o acompanhamento do exercício de seus mandatos parlamentares. São realizadas, nesse período, tarefas que possibilitam aos alunos entre a 4º e 8º série, expressarem pensamentos e reflexões, como também desenvolverem a criatividade. Em seguida, a escola elege o seu representante e a partir daí os vereadores mirins têm a oportunidade de levantar dados sobre o bairro onde a escola está localizada, formular questionamentos, denúncias ou reivindicações que possam ser transformadas em projetos de lei na Câmara Municipal da Cachoeira.

Professor Carneirinho ressalta que “o projeto tem muita importância, pois possibilita às crianças terem conhecimento e vivenciarem o trabalho do legislativo. Assim como representantes das classes estudantis, dos jovens e da sociedade como um todo, os vereadores mirins podem agir em defesa dos direitos e cumprimentos dos deveres civis, tendo a capacidade de ajudar na solução de problemas sociais e profissionais, portanto, exercer a cidadania”.

Gabriel Souza Conceição Nunes, 14, vereador mirim, destaca que o projeto é de grande relevância para as crianças, pois possibilita conhecimentos sobre a cidade de Cachoeira, e também as inclui no âmbito social e no meio político proporcionando conhecimento amplo sobre o Poder Legislativo. Ele diz sentir-se lisonjeado por participar do projeto e poder incentivar os colegas a se dedicarem à história da cidade e a crescerem como cidadãos responsáveis.

Já Lavínia Santos Santana, 12, também vereadora mirim, destaca que é muito legal que a cidade da Cachoeira tenha um projeto com esse, pois dá oportunidade às crianças de ficarem por dentro do que acontece na cidade, das leis vigentes e de como exercer a cidadania da melhor forma. Além disso, ela relata que sente uma enorme alegria em poder representar a sua escola na Câmara Municipal.

O projeto Câmara Mirim, além de proporcionar a participação das crianças na sociedade, também incentiva a união, dedicação e a convivência em grupo. Larissa Mendes do Reis, 11, vereadora mirim, nos diz: “Quando a gente entrou aqui ninguém se falava, e com o tempo fomos criando laços de amizade. Professor Carneirinho nunca deixa a gente ficar brigados e hoje em dia aqui todo mundo é um melhor amigo”.

O mandato dos vereadores Mirins dura 12 meses e ao final do projeto eles são presenteados com um notebook, computador ou tablet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *