Seminário discute Ética da informação em Cachoeira

Gabriela Nascimento

Cachoeira – Acontece nesta sexta-feira, 4 de abril, o V Seminário de Ética da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). O evento ocorrerá no auditório da Fundação Hansen Bahia em Cachoeira. As inscrições são gratuitas e serão feitas no local a partir das 9h30min. O tema deste ano será Ética e direito à informação: Preconceitos e cobertura midiática.

Para conduzir os debates, o Seminário contará com a presença dos Professores Doutores Jorge Cardoso Filho , do  CAHL,  de Cachoeira,  Emanuel Soares , do CCE, de Amargosa , ambos da UFRB, e de Luiz Mott, da Pós Graduação de História da Universidade Federal da Bahia.

O evento é parte da disciplina Comunicação, Legislação e Ética, ministrada pelo professor Luiz Nova, do Curso de Jornalismo da UFRB, e também coordenador responsável por essa edição do Seminário.

Para  a realização do evento, o professor  conta com uma comissão representada por alguns alunos da disciplina que são os responsáveis pela a organização do seminário. Um dos membros da comissão, Tássio Santos, estudante de Jornalismo contou sobre sua expectativa para o evento, “Espero que todos saiam mais éticos e com consciência do compromisso que estamos estabelecendo com o serviço público nos formando em Jornalismo. Espero que todos saiam mais cientes do peso da profissão para a vida em sociedade”.

Reginaldo Silva, também estudante dessa disciplina abordou pontos que serão colocados em debate: “Ouviremos experiências concretas e poderemos avaliar melhor como o jornalismo tem se colocado e qual deveria ser a postura correta dos profissionais ao tratar tais temas. É preciso ampliar o campo de visão no trato com assuntos como o direito das mulheres, a homofobia, o racismo, entre outros”.

Adriele Strada, estudante de jornalismo, falou que o seminário servirá para todos que estiverem dispostos a discutir sobre a temática, “acredito que seja uma grande oportunidade não só para os alunos da disciplina de ética, mas para todos os interessados em debater os preconceitos e desafios midiáticos diante de assuntos tão polêmicos, como a homossexualidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *