Soteropolitanos marcam manifesto contra estupro

Aline Portela

Salvador – Ultrapassando as redes sociais, capitais de diversos estados brasileiros estão marcando movimentos, via web, para manifestar-se contra o resultado da pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), divulgada no último mês de março, que demonstrou que cerca de 65% da população brasileira acredita que mulher com roupa que mostra o corpo merece ser atacada.

O movimento “#EuNãoMereçoSerEstuprada” está também marcado em Salvador para o dia 05 de abril, às 13h, na Praça do Campo Grande.

Segundo a descrição do evento, todos que não concordam com o resultado da pesquisa estão convidados para a manifestação. Na página, cerca de 1000 pessoas já confirmaram presença no movimento da capital baiana.

A pesquisa feita pelo IPEA ocorreu entre o período de maio e junho de 2013. Em resposta ao resultado da pesquisa, mulheres e homens de todos os cantos do país vem manifestando-se contra o machismo e a hostilização que a mulher brasileira ainda sofre no Brasil, principalmente no que se refere ao estupro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *