Trabalhador rural usa esporte para correr atrás de vida melhor

Crédito: Arquivo Pessoal
Ao longo de treze anos de carreira ele acumulou muitos prêmios
Neris Maratonista ao lado de suas conquistas
Neris Maratonista ao lado de suas conquistas

Madson Pamponet 

Acordar de madrugada e enfrentar uma manhã de trabalho duro na roça. Para alguns, essa rotina cansativa seria um bom motivo para não fazer mais nada o resto do dia. Porém para Antônio Raimundo de Oliveira isso é só mais uma motivação para continuar perseguindo seus sonhos.  
Morador do povoado de Cajueiro, zona rural de São Gonçalo, até às nove da manhã o Neris Maratonista – como é conhecido – é apenas mais um trabalhador rural, mas quando ele encerra as atividades na lavoura, a enxada é deixada de lado e dá lugar ao par de tênis, pois é este o horário em que começam os treinos do maratonista.
Segundo ele, a dura rotina do trabalho braçal o impede de poder dedicar-se inteiramente nos treinos, porém esta foi única forma encontrada para conseguir tirar o sustento. “Trabalho roçando a terra e só quando acabo, geralmente às 9 horas, vou treinar. Também à tarde, depois das 16 horas. É uma rotina muito cansativa”, contou.  
Há 13 anos ele começou a se dedicar ao atletismo e, desde então, vem disputando diversas provas pelo estado, em busca de reconhecimento, apoio e patrocínios. “Recordo muito bem uma das minhas primeiras provas, foi a Corrida do Eucalipto, aqui em Feira de Santana. Foi minha primeira vitória, até hoje tenho o troféu guardado, é o maior da minha coleção”, comentou sorridente.
 
 No final do ano passado ele conquistou o título da Trancoso Running, na categoria para mais de 40 anos. No inicio de 2015 conquistou três competições em só dia, em Ibirapitanga. “Ganhei os 3 mil metros rasos, os 800 metros e, de tarde, corri e ganhei a prova dos 15 quilômetros. Foi impressionante, liderei a prova 90% e, na chegada, o pessoal me aplaudindo, foi muito bonito”, disse Neris. 
Estreia
Ele ingressou no atletismo em 2002. Na época, tinha 30 anos, considerado um pouco tarde para se tornar atleta de alto rendimento. Porém, hoje aos 43 anos, garante que a idade não é nenhum empecilho e se assegurou estar no mesmo nível dos atletas mais novos. “ Os meninos mais novos, quando me veem, olham assim de lado, pensam que por causa da minha idade eu vou perder, mas eu estou preparado para correr no mesmo nível deles”, declarou.
Em 2008, foi para Salvador e lá treinou em algumas equipes. Na época, conseguiu uma boa projeção. “Treinei na equipe LCR e na Triação, onde consegui evoluir muito o meu trabalho, cheguei a ser um dos primeiros colocados do ranking baiano”, lembrou.
O maratonista nasceu e morou quase toda a vida na zona rural, mas avalia que mesmo esse fator não ajuda, pois existem muitas dificuldades em arranjar patrocínios. “Falta muito apoio, atualmente sou financiado por alguns amigos, por uma padaria e uma lanchonete da cidade, que me ajudam com a alimentação e com a imprensa local”, relatou Neris.  Porém, para 2015 ele planeja um salto na carreira. O atleta está planejando morar em Feira de Santana e se dedicar especificamente às atividades esportivas. Anunciou, inclusive, que pretende realizar em breve mais um de seus sonhos, ingressar em uma faculdade e cursar educação física. “Comecei 2015 trabalhando forte e pretendo disputar muitas provas dentro e fora da Bahia, pretendo correr em sete estados e não quero só vencer, mas também ganhar mais experiência”, disse, concluindo bem humorado: “já estou procurando uma casa na cidade, com dois quartos, um para mim e outro só para os troféus”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *