Bom dia Teeteto: Por um pensamento imanente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31977/grirfi.v20i2.1472

Palavras-chave:

Filosofia da educação; Filosofia da diferença; Formação docente.

Resumo

Esse artigo, de natureza filosófica, tem como objeto de estudo a crítica do modelo de pensamento representacional e dogmático efetivada pelo filósofo Gilles Deleuze. A pesquisa bibliográfica tem como horizonte teórico a filosofia da diferença, com foco no legado deleuziano. O autor apresenta pressupostos que constituem o pensamento representacional na forma de postulados. São oito postulados, a saber: o da Cogitatio Universalis (“pensar naturalmente”), o ideal do senso comum, o modelo da recognição, o elemento da representação, o negativo do erro, o privilégio da designação, a modalidade das soluções e o resultado do saber. Cabe aqui apontar contornos desses postulados que evidenciam a imagem dogmática do pensamento - imagem traidora do que significa pensar. Essa imagem modelar possui fortes ressonâncias no universo educacional contemporâneo. Trata-se, portanto, de efetivar, em sintonia com Deleuze, uma crítica às imagens dogmáticas do pensamento e de seus limites que frequentemente despotencializam o pensar, o pensar a educação e, por extensão, a própria vida.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jose Rogerio Vitkowski, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Doutor pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis – SC, Brasil. Professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa, (UEPG), Ponta Grossa – PR, Brasil.

Referências

ALLIEZ, Éric. Deleuze Filosofia Virtual. Trad. Heloisa B.S. Rocha. São Paulo: Ed. 34, 1996.

DELEUZE, Gilles. Diferença e repetição. 2ed. Trad. Luiz Orlandi e Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

DELEUZE, Gilles. A imanência: uma vida. Revista Ethica, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1 e 2, p. 39-43, 2002.

DELEUZE, Gilles. Nietzsche e a filosofia. Brasileira. Tradução de Ruth Joffily Dias e Edmundo Ferenandes. Rio de Janeiro: Editora Rio, 1976.

FOUCAULT, Michel. Nietzsche, Freud, Marx. Theatrum Philosoficum. São Paulo: Princípio, 1997.

MACHADO, Roberto. Deleuze, a arte e a filosofia. Rio de Janeiro: Zagar, 2010.

MAGALHÃES, Rui. Deleuze: a pluralidade metafísica. Sobre Gilles Deleuze, Diferença e Repetição. Lisboa: Relógio d’Água, 2001.

VASCONCELLOS, Jorge. A filosofia e seus intercessores: Deleuze e a não Filosofia. Educação e Sociedade, Campinas, vol. 26, n. 93, p. 1217-1227, Set./Dez. 2005. Disponível www.cedes.unicamp.br/publicacoes/edicao/123

Downloads

Publicado

2020-06-12

Como Citar

VITKOWSKI, J. R. Bom dia Teeteto: Por um pensamento imanente. Griot : Revista de Filosofia, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 30-38, 2020. DOI: 10.31977/grirfi.v20i2.1472. Disponível em: https://www3.ufrb.edu.br/seer/index.php/griot/article/view/1472. Acesso em: 15 ago. 2020.

Edição

Seção

Artigos