O retorno ao pensamento do ser na filosofia de Heidegger

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31977/grirfi.v20i2.1520

Palavras-chave:

Heidegger; Imagem do mundo; Metafísica; Pensamento; Ser.

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar como o filósofo alemão Martin Heidegger propõe um retorno ao pensamento do ser. Em primeiro lugar, ele indica a importância de uma questão fundamental, a qual ficou esquecida pela tradição metafísica. Seu argumento revela que o pensamento do ser consiste na essência do pensar. Diante das ciências e da técnica, Heidegger defende a necessidade de resgatar pensamento do ser como uma tarefa primordial da existência humana e que nos possibilita fazer as perguntas em torno do sentido que os entes, o Ser em geral e nós mesmos possuímos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carla de Abreu Siqueira, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza – CE, Brasil.

Referências

BLANC, Mafalda. “O problema da metafísica em Heidegger no período de gestação de Ser e tempo”, in: Philosophica, Lisboa, n.43, pp. 99-114, 2014.

HAAR, Michel. Heidegger e a essência do homem. Trad. Ana Cristina Alves. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

HEIDEGGER, Martin. “A época da imagem do mundo”, in: SCHNEIDER, Paulo Rudi. O outro pensar. Trad. Paulo Rudi Schneider. Ijuí: Unijuí, 2005.

HEIDEGGER, Martin. “Carta sobre o Humanismo”, in: Marcas do caminho. Trad. Enio Paulo Giachini e Ernildo Stein. Petrópolis: Vozes, 2008a.

HEIDEGGER, Martin. Introdução à metafísica. Trad. Mario Matos e Bernhard Sylla. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

HEIDEGGER, Martin. “Já só um deus nos pode ainda salvar”, in: Der Spiegel. Trad. Irene Borges-Duarte. Covilhã: Luso Sofia: press, 2009a. Entrevista concedida a revista alemã Der Spiegel, número 23 de 1976. Disponível em:http://www.lusosofia.net/textos/heideggger_ja_so_um_deus_nos_pode_ainda_salvar_der_spiegel.pdf. Acesso em: 15 de abril de 2019.

HEIDEGGER, Martin. “O fim da filosofia e a tarefa do pensamento”, in: Sobre a questão do pensamento. Trad. Ernildo Stein. Petrópolis: Vozes, 2009b.

HEIDEGGER, Martin. “Para quê poetas?”, in: Caminhos de floresta. Trad. Bernhard Sylla e Vitor Moura. Lisboa: Edição da Fundação Calouste Gulbenkian, 2002a.

HEIDEGGER, Martin. “Posfácio a ‘O que é metafísica?’”, in: Marcas do caminho. Trad. Enio Paulo Giachini e Ernildo Stein. Petrópolis: Vozes, 2008b.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. Trad. Fausto Castilho. Campinas: Editora Unicamp; Petrópolis: Vozes, 2012.

HEIDEGGER, Martin. “Tempo e ser”, in: Sobre a questão do pensamento. Trad. Ernildo Stein. Petrópolis: Vozes, 2009c.

HEIDEGGER, Martin. Washeisstdenken? Vittorio Klostermann. Frankfurt am Main, 2002b.

HUSSERL, Edmund. Ideias para uma fenomenologia pura e para uma filosofia fenomenológica. Trad. Márcio Suzuki. Aparecida: Ideias & Letras, 2006.

VATTIMO, Gianni. Introdução a Heidegger. Trad. João Gama. 10ª edição. Lisboa: Instituto Piaget, 1998.

ZARADER, Marlène. Heidegger e as palavras da origem. Trad. João Duarte. Lisboa: Instituto Piaget, 1998.

Downloads

Publicado

2020-06-12

Como Citar

DE ABREU SIQUEIRA, A. C. O retorno ao pensamento do ser na filosofia de Heidegger. Griot : Revista de Filosofia, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 215-223, 2020. DOI: 10.31977/grirfi.v20i2.1520. Disponível em: https://www3.ufrb.edu.br/seer/index.php/griot/article/view/1520. Acesso em: 15 ago. 2020.

Edição

Seção

Artigos