Considerações sobre o método por exemplos de Ludwig Wittgenstein

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31977/grirfi.v20i2.1774

Palavras-chave:

Ludwig Wittgenstein; Método por exemplos; Investigações filosóficas; Sócrates; Maiêutica.

Resumo

Em sua segunda filosofia, Ludwig Wittgenstein apresenta um método por exemplos com o intuito de resolver de vez os problemas filosóficos. De acordo com Wittgenstein, em vez de buscar a essência definidora dos conceitos, como Sócrates demandava de seus interlocutores, caberia aos filósofos dar exemplos dos conceitos a fim de responder às questões tradicionais da filosofia, como “O que é o conhecimento?”, “O que é a amizade?”, “O que é o justo?”. Neste artigo, não apenas se argumenta que o método por exemplos de Wittgenstein nunca poderia resolver de vez os problemas filosóficos porque diferentes pessoas dão diferentes exemplos de um conceito, sendo impossível decidir objetivamente quais são os exemplos certos e quais são os exemplos errados, como se analisa o fato de que Wittgenstein desconsiderou esse empecilho ao sucesso de seu método ao elaborá-lo. Além disso, reitera-se neste texto o dever dos filósofos de buscar a essência definidora dos conceitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Augusto Fonseca Silva, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutorando na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte – MG, Brasil.

Referências

ARISTÓTELES. Metafísica. 2. ed. São Paulo: Edipro, 2012.

ARISTÓTELES. Órganon: Categorias, Da interpretação, Analíticos anteriores, Analíticos posteriores, Tópicos, Refutações sofísticas.2. ed. São Paulo: Edipro, 2010.

BOUWSMA, OetsKolk. Conversas com Wittgenstein. Lisboa: Relógio D´Água Editores, 2005.

DRURY, Maurice O´C. Conversations with Wittgenstein. In: RHEES, Rush (Ed.). Recollections of Wittgenstein: Hermine Wittgenstein; Fania Pascal; Frank R. Leavis; John King; Maurice O'C. Drury. Oxford: Oxford University Press, p. 97-171, 1984.

GLOCK, Hans-Johann. Dicionário Wittgenstein.Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

HEIDEGGER, Martin. Introdução à filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

HEIDEGGER, Martin. Introdução à metafísica.4. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1994.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. 6. ed. Petrópolis: Editora Vozes; Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, 2006.

JANIK, Allan; TOULMIN, Stephen. A Viena de Wittgenstein. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1991.

KIERKEGAARD, Søren. O desespero humano: (doença até a morte). São Paulo: Editora Unesp, 2010.

KUUSELA, Oskari; MCGINN, Marie (Ed.). The Oxford Handbook of Wittgenstein. Oxford: Oxford University Press, 2014.

MONK, Ray. How to read Wittgenstein. Nova York: Norton, 2005.

MONK, Ray. Wittgenstein: o dever do gênio. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

NIETZSCHE, Friedrich. A filosofia na era trágica dos gregos. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2011.

NIETZSCHE, Friedrich. Humano, demasiado humano: um livro para espíritos livres. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

NIETZSCHE, Friedrich. O nascimento da tragédia: ou helenismo e pessimismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

NIETZSCHE, Friedrich. Sobre verdade e mentira. São Paulo: Hedra, 2009.

PASCAL, Fania. Wittgenstein: a personal memoir. In: RHEES, Rush (Ed.). Recollections of Wittgenstein: Hermine Wittgenstein; Fania Pascal; Frank R. Leavis; John King; Maurice O'C. Drury. Oxford: Oxford University Press, p. 12-49, 1984.

PEARS, David Francis. As ideias de Wittgenstein.São Paulo: Cultrix: Ed. Universidade de São Paulo, 1973.

PLATÃO. Diálogos I: Teeteto (ou do conhecimento); Sofista (ou do ser); Protágoras (ou sofistas). Bauru: Edipro, 2007.

PLATÃO. Diálogos IV: Parmênides (ou das Formas); Político (ou da realeza); Filebo (ou do prazer); Lísis (ou da amizade). Bauru: Edipro, 2009.

RHEES, Rush (Ed.). Recollections of Wittgenstein: Hermine Wittgenstein; Fania Pascal; Frank R. Leavis; John King; Maurice O'C. Drury. Oxford: Oxford University Press, 1984.

RUSSELL, Bertrand. História do pensamento ocidental: a aventura dos pré-socráticos a Wittgenstein. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2013.

RUSSELL, Bertrand. Os problemas da filosofia. 3. ed. Coimbra: Armênio Amado, 1974.

SAVICKEY, Beth. Wittgenstein’s use of examples. In: KUUSELA, Oskari; MCGINN, Marie (Ed.). The Oxford Handbook of Wittgenstein. Oxford: Oxford University Press, 2014, p. 667-695.

SCHOPENHAUER, Arthur.O mundo como vontade e representação. Rio de Janeiro: Contraponto, 2011.

SILVA, Gustavo A. F. Silva. A filosofia de Ludwig Wittgenstein à luz do diagnóstico de autismo. Griot: Revista de Filosofia, v. 19, n. 1, p. 226-253, 2019a.

SILVA, Gustavo A. F. Silva. Observações sobre a filosofia da matemática de Ludwig Wittgenstein. Griot: Revista de Filosofia, v. 17, n. 1, p. 97-113, 2018a.

SILVA, Gustavo A. F. Silva. Observações sobre a filosofia da mente de Ludwig Wittgenstein. Problemata, v. 9, n. 4, p. 218-233, 2018b.

SILVA, Gustavo A. F. Silva. Observações sobre a meta final do modo de fazer filosofia de Ludwig Wittgenstein. Principia, v. 22, n. 3, p. 411-438, 2018c.

SILVA, Gustavo A. F. Silva. Wittgenstein além dos limites da linguagem. Reflexões, v. 14, n. 1, p. 130-146, 2019b.

TOLSTOI, Liev. O que é arte?: a polêmica visão do autor de Guerra e paz. Tradução Bete Torii. São Paulo: Ediouro, 2002.

TOLSTOI, Liev. Os últimos dias. São Paulo: Penguin Classics Companhia das Letras, 2011.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Anotações sobre as cores. Campinas: Editora da Unicamp, 2009a.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Aulas e conversas sobre estética, psicologia e fé religiosa. Lisboa: Cotovia, 2009b.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Cultura e valor. Lisboa: Edições 70, 1992.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Gramática filosófica. São Paulo: Loyola, 2003.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Investigações filosóficas. São Paulo: Abril Cultural, 1999. (Coleção: Os pensadores).

WITTGENSTEIN, Ludwig. Movimentos de pensamento: diários de 1930-32/1936-37. São Paulo: Martins Fontes, 2010a.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Observaciones sobre los fundamentos de la matemática. Madri: Alianza Editorial, 1987.

WITTGENSTEIN, Ludwig. O livro azul. Lisboa: Edições 70, 2008.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Tractatuslogico-philosophicus. São Paulo: Edusp, 2010b.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Wittgenstein’s lectures. Cambridge, 1930-1932: from the notes of John King and Desmond Lee. Lee, Desmond (Ed.). Totowa: Rowman and Littlefield, 1980.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Wittgenstein’s lectures: Cambridge, 1932-1935. Ambrose, Alice; Macdonald, Margaret (Ed.). Amherst, N.Y.: Prometheus Books, 2001.

Downloads

Publicado

2020-06-12

Como Citar

SILVA, G. A. F. Considerações sobre o método por exemplos de Ludwig Wittgenstein. Griot : Revista de Filosofia, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 140-153, 2020. DOI: 10.31977/grirfi.v20i2.1774. Disponível em: https://www3.ufrb.edu.br/seer/index.php/griot/article/view/1774. Acesso em: 11 ago. 2020.

Edição

Seção

Artigos