Incerteza quântica e dilaceramento do espírito: reflexões hegelianas sobre a ciência contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31977/grirfi.v22i1.2754

Palavras-chave:

Hegel; Metafísica; Idealismo; Solipsismo; Física quântica.

Resumo

Desde a formulação do princípio de incerteza, a pesquisa em física quântica suscitou um dilema filosófico basicamente centrado na oposição entre “realistas”, favoráveis aos pressupostos de uma objetividade forte, e “idealistas”, inclinados aos fundamentos de uma objetividade fraca. A hipótese central deste artigo, é que esse dualismo, assim como o problema clássico do solipsismo da consciência, pode ser devidamente compreendido como etapa do desenvolvimento da autoconsciência do espírito, nos moldes conceituais da filosofia de Hegel.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sinésio Ferraz Bueno, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)

Doutor(a) em História e Filosofia da Educação pela Universidade de São Paulo (USP), São Paulo – SP, Brasil. Professor(a) da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Marília – SP, Brasil.

Referências

ARROYO, R.W. O problema ontológico da consciência na mecânica quântica. (Dissertação de mestrado). Maringá, Universidade estadual de Maringá, Programa de pós-graduação em filosofia, 2015.

BERKELEY, G. Três diálogos entre Hilas e Filonous. São Paulo, Abril cultural, 1980.

HARTMANN, N. A filosofia do idealismo alemão. Lisboa, Fundação Calouste Gulbekian, s/d.

HEGEL, G.W.F. Fenomenologia do Espírito. Petrópolis, Vozes, Bragança Paulista, USF, 2002.

HYPPOLITE, J. Gênese e estrutura da fenomenologia do espírito de Hegel. São Paulo, Discurso Editorial, 1999.

LIMA VAZ, H.C. de. Senhor e escravo – uma parábola da filosofia ocidental. São Paulo, Síntese, 1981, v. 8, n. 21.

MARCUSE, H. Razão e revolução – Hegel e o advento da teoria social. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1978.

MARTINHO, A.B. A gravitação universal como lei geral do entendimento na crítica hegeliana à fundamentação da ciência moderna. In: UTZ, K.; SOARES, M.C. (orgs.). A noiva do espírito: natureza em Hegel. Porto Alegre, EDIPUCRS, 2010.

PESSOA JR., O. O sujeito na física quântica. In: Oliveira, E.C. Epistemologia, lógica e filosofia da linguagem. Feira de Santana, UEFS, 2001.

SCHRÖDINGER, E. O que é vida? São Paulo, Editora da Unesp, 1997.

SCHRÖDINGER, E. My view of the world. Cambridge, University Press, 1964.

TAYLOR, C. Hegel – sistema, método e estrutura. São Paulo, Isto é, 2014.

VON NEUMANN, J. Mathematical foundations of quantum mechanics. Princeton, University Press, 1955.

Downloads

Publicado

2022-02-27

Como Citar

FERRAZ BUENO, S. Incerteza quântica e dilaceramento do espírito: reflexões hegelianas sobre a ciência contemporânea. Griot : Revista de Filosofia, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 186–202, 2022. DOI: 10.31977/grirfi.v22i1.2754. Disponível em: https://www3.ufrb.edu.br/seer/index.php/griot/article/view/2754. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos