Da experiência à mediação: uma transição mínima em Theodor Adorno

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31977/grirfi.v22i2.2804

Palavras-chave:

Adorno; Dialética; Experiência; Hegel; Mediação.

Resumo

Em virtude da naturalização do protagonismo da concepção de experiência na interpretação da dialética de Theodor Adorno, esse artigo pretende elucidar algumas linhas de deslocamento da categoria de experiência para a categoria de mediação, a partir da apropriação crítica desta categoria  do pensamento de Hegel por Adorno; pois, uma vez que toda experiência é mediada, a mediação apresenta-se como condição para a efetivação da experiência e, por esta razão, a mediação se estabelece enquanto instância privilegiada no processo do conhecimento no âmbito da relação sujeito e objeto, haja vista que se define enquanto causa e condição para a organização da experiência. Fundamentalmente, a proposta é demonstrar que tanto a dialética hegeliana quanto a adorniana - não obstante suas idiossincrasias - têm na mediação seu aspecto motívico de determinação do subjetivo e do objetivo. Portanto, o conceito de mediação será apresentado como um componente transversal e de determinidade recíproca que, ao mesmo tempo que aproxima, distingue os aspectos relacionados, fazendo da dialética um procedimento, no âmbito do qual a mediação vem a ser condição e fundamento para o desenvolvimento e a determinação dos conceitos circunscritos em um dado contexto ou situação. Nesse sentido, a mediação despontará como o agente estruturador da experiência, fator que justificará sua prioridade em relação à experiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano Leite França, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutor(a) em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte – MG, Brasil.

Referências

ADORNO, Theodor. An introduction to dialectics. Translated by Nicholas Walker. Cambridge: Polity, 2018.

ADORNO, Theodor. Berg: o mestre da transição mínima. Trad. Mário Videira. São Paulo: Editora Unesp, 2010. (Coleção Adorno).

ADORNO, Theodor. Dialética Negativa. Trad. Marco Antônio Casanova. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

ADORNO, Theodor. Die Aktualität der Philosophie. In: Philosophische Früschriften. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2003a.

ADORNO, Theodor. History and Freedom. Translated by Rodney Livingstone. Cambridge: Polity, 2008.

ADORNO, Theodor. Jargon der Eigentlichkeit. In: Gesammelt Schriften 13. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1996.

ADORNO, Theodor. Lectures on Negative Dialectics. Translated by Rodney Livingstone. Cambridge: Polity, 2008a.

ADORNO, Theodor. Minima Moralia: Reflexões a partir da vida lesada. Trad. Gabriel Cohn. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2008b.

ADORNO, Theodor. Notas de literatura I. Trad. Jorge de Almeida. São Paulo; Duas Cidades; Editora 34, 2003.

ADORNO, Theodor. Palavras e Sinais: modelos críticos 2. Trad. Maria Helena Ruschel. Petrópolis: Vozes, 1995a.

ADORNO, Theodor. Para a metacrítica da teoria do conhecimento: Estudos sobre Husserl e as antinomias fenomenológicas. Trad. Marco Antônio Casanova. São Paulo: Editora Unesp, 2015. (Coleção Adorno).

ADORNO, Theodor. Primeiros escritos filosóficos. Trad. Verlaine Freitas. São Paulo: Editora Unesp, 2018a. (Coleção Adorno).

ADORNO, Theodor. Prismas: crítica cultural e sociedade. Trad. Augustin Wernet e Jorge Mattos de Almeida. São Paulo: Ática, 1998.

ADORNO, Theodor. Theodor W. Adorno: Textos escolhidos. Trad. Luiz João Baraúna. São Paulo: Nova Cultural, 2000. (Os pensadores).

ADORNO, Theodor. Terminología filosófica. Trad. Ricardo Sánchez de Urbina. Madrid: Taurus, 1983. Tomo I.

ADORNO, Theodor. Terminología filosófica. Trad. Ricardo Sánchez de Urbina. Madrid: Taurus, 1985. Tomo II.

ADORNO, Theodor. Theorie der Halbbildung. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2006.

ADORNO, Theodor. Três estudos sobre Hegel. Trad.: Ulisses Razzante Vaccari. São Paulo: Editora UNESP, 2013. (Coleção Adorno).

ADORNO, Theodor e HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento. Trad. Guido Antônio de Almeida. Rio de janeiro: Ática, 2006.

HEGEL, G.W.F. A razão na história. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2013.

HEGEL, G.W.F. Ciência da Lógica: (excertos). Seleção e trad. Marco Aurélio Werle. São Paulo: Barcarola, 2011b.

HEGEL, G.W.F. Ciência da Lógica: 2. A doutrina da essência. Trad. Christian G. Iber e Frederico Orsini. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017. (Coleção Pensamento Humano).

HEGEL, G.W.F. Ciência da Lógica: 1. A doutrina do ser. Trad. Christian G. Iber, Marlore L. Miranda e Frederico Orsini. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016. (Coleção Pensamento Humano).

HEGEL, G.W.F. Cursos de estética. 2 ed. Trad. Marco Aurélio Werle. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001. v 1.

HEGEL, G.W.F. Enciclopédia das ciências filosóficas: em compêndio (1830). 3 ed. Trad. Paulo Menezes e Pe. José Machado. São Paulo: Loyola, 2012. v 1.

HEGEL, G.W.F. Enciclopédia das ciências filosóficas: em compêndio (1830). 3 ed. Trad. Paulo Menezes e Pe. José Machado. São Paulo: Loyola, 1997b. v 2.

HEGEL, G.W.F. Enciclopédia das ciências filosóficas: em compêndio (1830). 3 ed. Trad. Paulo Menezes e Pe. José Machado. São Paulo: Loyola, 1995. v 3.

HEGEL, G.W.F. Fenomenologia do espírito. 6 ed. Trad. Paulo Menezes, Karl-Heinz Efken e José Nogueira Machado. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011a.

HEGEL, G.W.F. Filosofia da história. 2ed. Trad. Maria Rodrigues e Hans Harden. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2008.

HEGEL, G.W.F. Introdução à história da filosofia. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2006.

HEGEL, G.W.F. Princípios da filosofia do direito. Trad. Orlando Vitorino. São Paulo: Martins Fontes, 1997a.

HUSSERL, Edmund. A ideia da fenomenologia. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2017.

HUSSERL, Edmund. Ideias para uma fenomenologia pura e para uma filosofia fenomenológica. Trad. Márcio Suzuki. Aparecida, SP: Ideias e Letras, 2006.

¬ HUSSERL, Edmund. Investigações lógicas. Trad. Diogo Ferrer. Rio de Janeiro: Forense, 2014.

O’CONNOR, Brian. Adorno’s negative dialectic: philosophy and the possibility of critical rationality. Cambridge- MA: Mit Press, 2005.

O’CONNOR, Brian. Hegel, Adorno and the Concept of Mediation. In: Bulletin of Hegel Society of Great Britain (39/40): 84-96.

SAFATLE, Vladimir. A paixão do negativo: Lacan e a dialética. São Paulo: Editora UNESP, 2006.

SAFATLE, Vladimir. Dar corpo ao impossível: O sentido da dialética a partir de Theodor Adorno. Belo Horizonte: Autêntica: 2019.

SAFATLE, Vladimir. Grande hotel abismo: Por uma reconstrução da teoria do reconhecimento. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

SAFATLE, Vladimir. Theodor Adorno: A unidade de uma experiência filosófica plural. In: O pensamento alemão no século XX: Grandes protagonistas e recepção das obras no Brasil. Org. Jorge de Almeida e Wolfgand Bader. São Paulo: Cosac Nayf, 2013. v. 1.

Downloads

Publicado

2022-06-19

Como Citar

FRANÇA, F. L. Da experiência à mediação: uma transição mínima em Theodor Adorno. Griot : Revista de Filosofia, [S. l.], v. 22, n. 2, p. 59–73, 2022. DOI: 10.31977/grirfi.v22i2.2804. Disponível em: https://www3.ufrb.edu.br/seer/index.php/griot/article/view/2804. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos