Insegurança e medo na vida urbana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31977/grirfi.v22i2.2913

Palavras-chave:

Medo; Contemporaneidade; Experiência; Campo de concentração; Sociedade.

Resumo

O presente artigo visa oferecer apontamentos em relação à questão da insegurança e do medo na vida urbana. Condição constitutiva de muitas, se não todas, as sociedades contemporâneas, o medo e a insegurança no espaço urbano, ou ainda, no espaço público, são aqui analisados a partir de dois pensadores. O sociólogo Zygmunt Bauman está presente na medida em que considera o medo aspecto constituinte em duas dimensões da vida: na fragilidade e contingência humanas perante à natureza e na própria sociedade constituída por normas e regras. Já o filósofo Giorgio Agamben é aqui enfatizado em duas oportunidades. A primeira, ao apresentar a impossibilidade de experiências feitas pelos humanos no contexto das sociedades atuais. A segunda ao apontar as sociedades contemporâneas como seguindo o paradigma do campo de concentração. A partir destes dois autores, se constata a necessidade do resgate da experiência pública, da ressignificação da economia e da revaloração da economia-política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro Luiz Bazzanella, Universidade do Contestado (UnC)

Doutor(a) em Ciências Humanas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis – SC, Brasil. Professor(a) da Universidade do Contestado (UnC), Canoinhas – SC, Brasil.

Sandra Bazzanella, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Estudante de Filosofia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis – SC, Brasil.

Referências

ADORNO, Theodor. Educação Após Auschwitz. Tradução de Wolfgang Leo Maar. Sem data.

AGAMBEN, Giorgio. Homo Saccer: o poder soberano e a vida nua. Tradução de Henrique

Burigo. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002

AGAMBEN, Giorgio. Estado de exceção. Tradução de Iraci D. Poleti. São Paulo: Boitempo, 2004.

AGAMBEN, Giorgio. INFÂNCIA E HISTÓRIA: Destruição da experiência e origem da história. Tradução: Henrique Burigo. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2005.

AGAMBEN, Giorgio. O que resta de Auschwitz. Tradução. Selvino J. Assmann. São Paulo: Boitempo, 2008.

AGAMBEN, Giorgio. MEIOS SEM FIM: Notas sobre a política. Tradução Davi Pessoa. Revisão da tradução Claudio Oliveira. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2015.

ARENDT, Hannah. A condição humana. Tradução de Roberto Raposo; pósfácio de Celso Lafer. 5ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1991.

ARISTÓTELES. A POLÍTICA. Tradução Roberto Leal Ferreira. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Tradução Plinio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 2001.

BAUMAN, Zygmunt. A sociedade individualizada: vidas contadas e histórias vividas. Tradução José Gradel. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 2008.

BAUMAN, Zygmunt. Confiança e Medo na Cidade. Tradução Eliana Aguiar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 2009.

BAUMAN, Zygmunt; BORDONI, Carlo. Estado de Crise. Tradução Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 2016.

BENJAMIN, Walter. Sobre o Conceito de História. (In) LÖWY, Michael.¬ “Walter Benjamin: aviso de incêndio : uma leitura das reses" Sobre o conceito de história". Tradução de Wanda Nogueira Caldeira Brant. Tradução das teses Jeanne Marie Gagnebin, Marcos Lutz Müller. São Paulo: Boitempo, 2005.

GOMES, Paulo Bruno Rosa. Psicanálise e teoria crítica: a durcharbeitung freudiana em Adorno. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Programa de Pós Graduação em Psicologia, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Pará. Belém, p. 132, 2011.

“Fake News,” Lies and Propaganda: How to Sort Fact from Fiction. University of Michigan Library, 2021. Disponível em <https://guides.lib.umich.edu/fakenews> Acesso em 22 de março de 2022.

Downloads

Publicado

2022-06-19

Como Citar

BAZZANELLA, S. L.; BAZZANELLA, S. Insegurança e medo na vida urbana. Griot : Revista de Filosofia, [S. l.], v. 22, n. 2, p. 280–292, 2022. DOI: 10.31977/grirfi.v22i2.2913. Disponível em: https://www3.ufrb.edu.br/seer/index.php/griot/article/view/2913. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos