ACIDENTES DE TRABALHO POR DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES REGISTRADOS NO BRASIL ENTRE 2006 E 2017

Autores

  • Jeniffer de Araújo Abreu Universidade Federal do Sul da Bahia
  • Larissa da Silva Vieira Universidade Federal do Sul da Bahia
  • Maria Luiza Caires Comper Universidade Federal do Sul da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.46635/revise.v4i00.1819

Palavras-chave:

Acidentes de Trabalho., Saúde do trabalhador., Vigilância em Saúde do Trabalhador

Resumo

RESUMO

 

No Brasil, os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (LER/DORT) são equiparados aos acidentes de trabalho, possibilitando o recebimento de benefício-acidentário. Entretanto, é necessário obter o reconhecimento do nexo de causalidade por meio da Comunicação de Acidente de Trabalho ou do Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário. O objetivo foidescrever a incidência e as características dos acidentes de trabalho decorrentes de distúrbios osteomusculares ocorridos no Brasil durante o período de 2006 a 2017. Trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo, de base populacional, com análise de dados secundários extraídos do Anuário Estatístico da Previdência Social. Os dados foram analisados por estatística descritiva. A incidência de acidente de trabalho por LER/DORT no período estudado foi de 1.214.729 casos. Houve umcrescimento entre 2006-2008 e redução progressiva nos anos seguintes. O maior número de acidentes foi registrado em2008 (n=143.169). As condições clínicas mais prevalentes foram os transtornos dos tecidos moles (CID M70-79) (42%), as osteopatias e condropatias (CID M80-M94) (27,2%) e os transtornos das sinóvias e dos tendões (M65-M68)(14,3%). A maior parte dos acidentes não tiveram emissão de comunicação de acidente de trabalho (59,21%). O comportamento da incidência e as características dos acidentes de trabalho por LER/DORT revelaram uma tendência para subnotificação e concessão de benefício-acidentário. O fortalecimento das ações de vigilância em saúde do trabalhador na Atenção Básica pode ser uma estratégia para o enfrentamento da subnotificação e implementação de políticas voltadas àprevenção de acidentesnos ambientes de trabalho.


Palavras-chaves:Acidentes de Trabalho. Saúde do trabalhador. Vigilância em Saúde do Trabalhador

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jeniffer de Araújo Abreu, Universidade Federal do Sul da Bahia

Técnica em Segurança do Trabalho pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia. Bacharel em Saúde e graduanda de Medicina pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Atualmente é membro do Núcleo de Estudos em Semiologia e Propedêutica Clínica (NESPc) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), onde exerceu a função de monitora entre os anos 2018 e 2019.

Larissa da Silva Vieira, Universidade Federal do Sul da Bahia

Bacharel em Saúde pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e graduanda em Medicina na Universidade Federal do Sul da Bahia, Voluntária no Pet-GraduaSUS vinculado a UFSB, monitora inclusiva da UFSB desde 2017, integrante do Núcleo de Estudos em Semiologia e Propedêutica Clínica – UFSB. Vivente do projeto de extensão SEVI-SUS em 2017.

Downloads

Publicado

2020-05-16

Como Citar

Abreu, J. de A., Vieira, L. da S., & Comper, M. L. C. (2020). ACIDENTES DE TRABALHO POR DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES REGISTRADOS NO BRASIL ENTRE 2006 E 2017. REVISE - Revista Integrativa Em Inovações Tecnológicas Nas Ciências Da Saúde, 4(00). https://doi.org/10.46635/revise.v4i00.1819