Altera¸c˜ao nos atributos f´ısico-h´ıdricos de um Neossolo fl´uvico sob manejo convencional e orgˆanico

  • Eduardo Santana Aires Programa de P´os-Gradua¸c˜ao em Agronomia: Horticultura, Faculdade de Ciˆencias Agronˆomicas (FCA/UNESP)
  • Lígia Borges Marinho Programa de P´os-Gradua¸c˜ao em Agronomia: Horticultura irrigada, Universidade do Estado da Bahia
  • Ítala Laiane Silva Gomes Programa de P´os-Gradua¸c˜ao em Agronomia: Horticultura irrigada, Universidade do Estado da Bahia
  • Jamilla Fiama Maia Silva Programa de P´os-Gradua¸c˜ao em Agronomia: Horticultura irrigada, Universidade do Estado da Bahia
  • Katiane da Conceição Santos Programa de P´os-Gradua¸c˜ao em Agronomia: Horticultura irrigada, Universidade do Estado da Bahia
  • Enéias de Araújo Andrade Programa de P´os-Gradua¸c˜ao em Agronomia: Horticultura irrigada, Universidade do Estado da Bahia
  • Jairton Fraga Araújo Departamento de Tecnologia e Ciˆencias Sociais, Universidade do Estado da Bahia
Palavras-chave: infiltra¸c˜ao, irrigação, sistema de manejo de solo

Resumo

Os sistemas de manejo de solos tˆem a finalidade de criar condi¸c˜oes favor´aveis ao desenvolvimento das culturas, e podem modificar as caracter´ısticas f´ısico-hídricas do solo. Diante disso, o objetivo da pesquisa foi determinar as caracter´ısticas f´ısico-h´ıdricas de um solo sob diferentes sistemas de uso e manejo do solo. O estudo foi realizado na Universidade do Estado da Bahia - UNEB, a ´area de estudo possui solo classificado como Neossolo Fl´uvico sob dois tipos de manejo, o orgˆanico e o convencional, sendo utilizado o delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos: Cultivo de bananeira sob manejo orgˆanico (T1) e convencional (T2) e tomate sob manejo orgˆanico (T3) e convencional (T4), em 5 repeti¸c˜oes. Avaliaram-se os seguintes atributos do solo: velocidade b´asica de infiltra¸c˜ao (VIB), densidade do solo (ds) e das part´ıculas (dp), porosidade total (Pt), micro (MIP) e macroporosidade (MAP), teor de mat´eria orgˆanica (M.O) e estoque de carbono (EC). Na cultivada com banana e sob manejo orgˆanico do solo observa-se que os valores da macroporosidade, da M.O. e do estoque de carbono s˜ao maiores em 233,77% e de 205%, 194%, respectivamente, do que quando comparada a ´area de bananeira sob manejo convencional do solo. O cultivo de bananeira sob manejo orgˆanico do solo apresentou maiores valores de VIB e de porosidade total, e os menores valores de densidade do solo. Ao comparar as ´areas cultivadas com tomate sob diferentes manejos verifica-se que a DP, PT e MIP foram maiores em ´areas orgˆanicas (2,29 g cm−3; 45,84% e 32,66%) do que na ´area convencional (2,11 g cm−3; 38,08% e 32,66%). A microporosidade n˜ao variou em fun¸c˜ao do manejo e/ou uso do solo, apesar de serem observadas diferen¸cas nas m´edias dos tratamentos (banana convencional e tomate orgˆanico). A infiltra¸c˜ao de ´agua foi mais facilitada em sob cultivado com tomateiro e bananeira sob manejo orgˆanico. Diferentes cultivos e manejo do solo promovem altera¸c˜oes das caracter´ısticas f´ısico-hídricas do Neossolo Fl´uvico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-14