Sobre a Revista

A Jovens do Sul Global - Revista de Sociologia da Juventude é um periódico científico eletrônico de acesso livre, de publicação contínua, dedicado as temáticas referentes aos jovens no contexto do Sul Global.

Revista Jovens do Sul Global destina-se prioritariamente a pesquisadores e pesquisadoras dedicadas aos temas da juventude nas Ciências Humanas, assim como, aos tomadores de decisões, agentes institucionais governamentais e não governamentais que atuam com jovens, movimentos e organizações juvenis no Sul Global.

OBJETIVO DA REVISTA

A Jovens do Sul Global - Revista de Sociologia da Juventude tem como objetivo contribuir para a construção e divulgação do conhecimento científico sobre jovens do Sul Global no campo das Ciências Humanas. Busca reunir contribuições que expressem a diversidade temática, de enfoques teóricos e abordagens metodológicas, sobre as manifestações do fenômeno juvenil. Ao publicar e difundir resultados de pesquisas empíricas e teóricas inovadoras, a revista constitui uma relevante fonte de estudos e referência para todos interessados nas questões atinentes à maioria dos jovens do planeta, tendo em vista que 70% da população com menos de 30 anos vive no Sul Global. A Revista Jovens do Sul Global visa a contribuir com a internacionalização da produção científica sobre o tema, através da cooperação e colaboração entre pesquisadores de diversas instituições, divulgando resultados de pesquisas originais e com enfoque interdisciplinar.

 ESCOPO DA REVISTA

A Jovens do Sul Global - Revista de Sociologia da Juventude é um periódico científico eletrônico de acesso livre, dedicado as temáticas referentes aos jovens no contexto do Sul Global. Com publicação contínua, o escopo da revista inclui artigos resultantes de pesquisas empíricas e teóricas inovadores no campo das Ciências Humanas, que sejam originais e inéditas sobre os temas referente a juventude e os jovens. Publica ainda entrevistas e resenhas redigidos em português, espanhol e inglês. A Jovens do Sul Global se dirige principalmente ao público acadêmico e científico especializado, bem como ao público mais amplo interessado no conhecimento científico sobre os Jovens no Sul Global.

SEÇÕES

A revista Jovens do Sul Global está organizada em torno das seguintes seções: Editorial, Artigos, Dossiê, Entrevistas, Resenhas e Expediente

POLÍTICA DA SESSÃO

Editorial - Traz opiniões e esclarecimentos — inclusive relativos à apresentação da própria edição, redigidos pelo Editor ou pela Comissão Editorial.

Artigos - Recebe artigos em sistema de fluxo contínuo, em conformidade com as normas editoriais adotadas pela Jovens do Sul Global - Revista de Sociologia da Juventude . Reúne artigos científicos construídos, a partir de revisão da literatura e/ou pesquisas empíricas com contribuições originais para o conhecimento científico das juventudes no campo das Ciências Humanas. Os resultados de pesquisas empíricas devem explicitar procedimentos de pesquisa, critérios para constituição da amostra ou seleção dos sujeitos, métodos de coleta, construção e análise dos dados e aprovação do conselho de ética, quando for o caso. Pesquisas teóricas devem evidenciar elaboração original sobre tema e questão. São submetidos à avaliação cegas por pares.

Dossiê - Dossiê temático, organizado por especialista (s), recebe artigos originais a partir de chamada pública com prazo de submissão que serão submetidas à avaliação dupla as cegas por parecerista ad hoc. Os dossiês podem ser organizados pelo Comitê Editorial ou propostos em respostas a chamada pública com essa finalidade.

Entrevistas - Apresenta entrevistas inéditas com pesquisadores de reconhecido destaque por suas contribuições no campo de estudos da juventude. Terá limite de 10 páginas. As propostas são submetidas à avaliação do Editor de Seção e do Editor Chefe.

Resenha – Recebe submissões de resenhas crítico-descritivas, entendidas como textos que relatam a descrição técnica, a síntese do conteúdo e a análise crítica de uma obra recém-lançada que atende ao escopo da Jovens  do Sul Global. Esse tipo de resenha carrega alto grau de análise da obra. Deve ter no alto da página o registro da referência da obra, segundo as normas da ABNT e APA (para proposições internacionais). Abaixo deve ter o título diferente daquele do livro sobre o qual discorre. Na linha abaixo do título deverá constar o nome do autor, com uma remissiva de final de texto informando sua titulação e vínculo institucional. As propostas serão submetidas à avaliação as cegas por pares. 

Expediente - Registra informações institucionais, responsabilidades editoriais, a composição do Corpo Editorial e também atribui créditos ao trabalho dos profissionais envolvidos na confecção da revista.