Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Magistra é um periódico científico de publicação contínua em volume anual, editado pelo Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), de caráter interdisciplinar, on line e de livre acesso. A revista tem como objetivos divulgar a produção científica da comunidade nacional e internacional nas áreas das Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas e publicar trabalhos científicos originais e inéditos, que contribuam para a discussão e desenvolvimento da pesquisa e extensão nas áreas de escopo.

A revista tem como público alvo a comunidade científica nacional e internacional, dedicada às áreas das Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas. Tem objetivo publicar artigos em língua portuguesa, inglesa e espanhola.

Deverá ter 1 (um) volume publicado por ano. Havendo interesse e aprovação do Conselho Editorial, poderão ser publicados números especiais temáticos desde que passem por avaliação de revisores.

Os Trabalhos aprovados  serão publicados nas seções: Artigo Científico, Comunicação Científica e Artigos de Revisão. Artigos de Revisão somente poderão ser publicados a convite do Editor Chefe ou dos Editores Adjuntos.

Denomina-se “Artigo Científico”: publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento (APA 5ª edição). Devem conter resultados inéditos e originais (que não tenham sido publicados ou submetidos à publicação), provenientes de estudos quantitativos e/ou qualitativos por uso do método científico.

Denomina-se Comunicação Científica: publicação com autoria declarada, que apresentem resultados significativos, descobertas metodológicas, boas práticas, registros de ocorrência, relatos de casos ou desenvolvimento de técnicas que contribuam para o avanço da pesquisa nas áreas agrárias, ambientais e biológicas.

Os manuscritos são de responsabilidade única e exclusiva de seu(s) autor(es), e não refletirão a opinião da revista Magistra.

Após publicado o trabalho, será permitida sua reprodução total ou parcial desde que citada a fonte.

A Magistra será publicada obrigatoriamente em meio eletrônico, via arquivos em formato “pdf”, disponibilizados em formato open access e em atribuição “Uso não comercial – Não a obras derivadas (CC by-nc)”, em acordo com o padrão internacional Creative Commons (4.0 ou posterior).

Processo de Avaliação pelos Pares

A submissão de manuscritos será realizada exclusivamente por meio eletrônico através do endereço https://magistraonline.ufrb.edu.br/index.php/magistra/about/submissions#onlineSubmissions

Somente serão aceitos manuscritos, com manifestação de anuência de todos os autores no momento de submissão, confirmando a exclusividade de publicação à Magistra. Manuscritos submetidos em língua inglesa ou espanhola deverão estar acompanhados de declaração do autor se responsabilizando pela qualidade do idioma.

O(s) autor(es) será(ão) responsabilizado(s) e deverá(ão) arcar com as penas previstas em lei, a qualquer tempo, caso seja constatado e comprovado o plágio no artigo publicado. A Magistra isenta-se de qualquer responsabilidade.

Os manuscritos submetidos que não estiverem de acordo com as normas da revista, serão imediatamente rejeitados, com devida comunicação aos autores e explicitando este motivo.

Os manuscritos serão obrigatoriamente avaliados por no mínimo dois revisores. Poderão ser revisores dos manuscritos submetidos pesquisadores de diferentes instituições de ensino superior e/ou de pesquisa, nacional ou internacional, escolhidos por sua competência acadêmica e científica nas áreas de abrangência da Magistra e em acordo com a sua especialidade de atuação. Durante o processo de avaliação pelos pares, os nomes dos revisores serão mantidos em sigilo.

O revisor deverá emitir parecer sobre o manuscrito submetido, explanando sobre o mérito, qualidade e relevância do mesmo, bem como modificações necessárias.

O revisor emitirá indicação de “aceite”, “correções obrigatórias”, “submeter novamente para avaliação” ou “rejeição” do manuscrito submetido, encaminhando ao Editor Assistente, ou seus superiores imediatos, em caso de necessidade, seu parecer que deve:

a)      Descriminar os itens avaliativos de forma que o(s) Editor(es) e autor(es) do manuscrito possam entender tanto os aspectos positivos quanto os negativos do manuscrito submetido;

b)      Manter a confidencialidade sobre o manuscrito em revisão;

c)       Seguir as normas de avaliação estabelecidas pela Magistra;

d)      Comprometer-se com a garantia de qualidade do manuscrito submetido.

e)      Conter avaliações relativas à estrutura do manuscrito, pertinência ao escopo da Magistra, rigidez metodológica, consistência científica e argumentativa, conteúdo, análise estatística adequada e redação.

A avaliação deverá ser realizada por cada revisor de forma independente.

No caso de aceite com modificações, o(s) autor(es) deverão avaliar e proceder com as correções necessárias, no prazo máximo de 30 dias a contar do recebimento dos pareceres. O revisor deverá mencionar em seu parecer se o manuscrito aceito com modificações deve retornar ao mesmo para nova avaliação após as correções efetuadas pelo(s) autor(es).

Para o manuscrito ser aceito e publicado deverá ter o aceite de 2 (dois) revisores. No caso em que um revisor emita parecer de rejeição e o outro emita parecer de aceite, ficará a cargo do Editor Assistente, ou seus superiores hierárquicos, a opção de designação de novo revisor para avaliação de desempate ou pela realização da avaliação.

O(s) autor(es) poderão discordar de quaisquer correções dos revisores em relação ao manuscrito, justificando sua discordância.

Os manuscritos submetidos poderão ser adaptados para fins de editoração, conforme as normas da Magistra.

O(s) autor(es) tem o direito de retirar seu manuscrito do processo de avaliação a qualquer momento.

Periodicidade

A partir do Volume 30 (2019) o Conselho Editorial da revista Magistra aprovou a adoção do Sistema (fluxo) de Publicação Contínua (rolling pass). Assim a medida que os artigos forem aceitos e diagramados, serão inseridos na edição do volume do ano corrente. Com isso, o fluxo de artigos será acelerado, aumentando o tempo de exposição do material, o que dará maior visibilidade a revista e aos trabalhos publicados.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Histórico do periódico

A revista MAGISTRA foi criada em 1983 como veículo de publicação das pesquisas desenvolvidas na então Escola de Agronomia da  Universidade Federal da Bahia e em outros Centros de Pesquisa e  Ensino do País. Em 2000 o periódico foi apresentado à comunidade científica e ao público em geral em novo formato e estilo, de acordo com as normas de editoração científica nacional e internacional. A versão impressa foi veiculada até 2008, sendo substituída pela versão on line no ano seguinte. Em 2014 a adotou-se o Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (OJS) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - IBICT. Em 2019 o Conselho Editoral da revista Magistra aprovou a mudança da periodicidade da revista que deixou de ser trimestral e passou a ser em sistema de publicação contínua em volume anual.